logo

                                       004563 d3a64bb59a9b48938200c969704a5484 mv2 d 2153 2043 s 2

Sintomas da febre amarela e suas complicações

   Vacinação Febre Amarela_ago19 (2).jpeg

     A doença é caracterizada por febre, dores no corpo, dor de cabeça, comprometimento do fígado e dos olhos e pele amarelada. Em casos mais graves, causa insuficiência hepática e renal, levando à morte.

     A única forma de transmissão do vírus para os seres humanos é a picada de mosquitos. Atualmente, a febre amarela é repassada no Brasil pelos insetos do gênero Haemagogus e Sabethes.

     “São mosquitos de zonas silvestres. As pessoas acabam sendo infectadas quando entram em áreas de mata”, explica o infectologista Antônio Bandeira, coordenador do Comitê de Arboviroses da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).

     Entretanto, a febre amarela também pode ser transmitida pelo Aedes aegypti, comum em regiões urbanas. Segundo as autoridades, isso não acontece desde 1942 – em grande parte por causa das campanhas de vacinação.

     Como a doença não raro é fatal, deve-se ficar atento aos seus sinais. Quanto mais cedo procurar auxílio médico, maiores as chances de recuperação.

     Sintomas da febre amarela: febre, dor de cabeça, dor no corpo e icterícia (condição que deixa os olhos, pele e mucosas num tom amarelado). “Num quadro mais brando, os sintomas duram de sete a dez dias”, afirma Antônio Bandeira.

     Quais são as complicações? Se evoluir para sua forma mais perigosa, a febre amarela provoca insuficiência hepática e renal. “A taxa de mortalidade chega a 36%. Se o paciente sobreviver, os sintomas permanecem entre duas e quatro semanas”, alerta o infectologista.

     Porém, Bandeira lembra que a gravidade é determinada pela resposta imunológica de cada indivíduo. “Alguns evoluem de forma muito rápida. Após quatro dias, morrem”, lamenta.

     Ou seja, a febre amarela é grave – e não tem tratamento específico. O que os médicos podem fazer é lidar com os sintomas e, nas situações críticas, internar o paciente na UTI para tentar preservar suas funções vitais enquanto o próprio corpo debela o vírus.

     Por isso, a melhor forma de combater essa chateação é a prevenção. Sim, estamos falando da vacina, que está disponível na rede pública. “A eficácia é muito alta, entre 95% e 98%. Após uma dose, o efeito dura por toda a vida”, conclui Bandeira.

     Também é bom passar repelente, usar roupas compridas e instalar telas nas portas e janelas, especialmente nas zonas de mata.

     Como é feito o diagnóstico? A suspeita surge com as manifestações clínicas. Às vezes, os sintomas por si sós já definem a febre amarela. Em outros casos, são necessários exames de sangue.

     Fonte: saude.abril.com.br

     Quem NÃO deve receber a vacina?

- Quem já tomou ao menos uma dose da vacina contra a febre amarela;

- Crianças menores de 9 meses de idade;

- Mulheres amamentando crianças menores de 6 meses de idade;

- Pessoas com alergia grave ao ovo;

- Pessoas que vivem com HIV e que têm contagem de células CD4 menor que 350;

- Pessoas em tratamento com quimioterapia ou radioterapia;

- Portadoras de doenças autoimunes;

- Pessoas submetidas a tratamento com imunossupressores (que diminuem a defesa do corpo);

     Fonte: Secretaria da Saúde do Estado.

     A Secretaria da Saúde de Chapada destaque que na quinta-feira dia 22/08 pela parte da tarde haverá vacinação contra a Febre Amarela na Unidade de Saúde de São Miguel, com o médico disponível para fazer as avaliações das pessoas acima de 60 anos. Portanto nesse dia não haverá atendimento médico no Posto de Saúde de Tesouras. As pessoas acima de 60 anos que fazem uso de alguma medicação devem trazer a receita da mesma.

     Nesse mês de agosto, a Sala de Vacinas do Cais, está intensificando a vacinação contra a Febre Amarela para todos os dias da semana, das 8hrs00min às 12hrs00min e das 13hrs15min as 17hrs15min.

     Lembramos que a informação é para todos e a vacina é para quem precisa.

     Se você já fez a vacina em algum momento da vida e está registrado na carteira de vacinação, não precisa se vacinar novamente, está protegido.

     Para a realização da vacina, é necessário trazer a caderneta de vacinação, cartão SUS, CPF e identidade.

     VACINE-SE. É UM DIREITO SEU!!!

Imprimir Email